Oferta!

Fuga em Espelhos (GIORDANO) [edição antiga]

R$32,00 R$7,00

Uma mulher assassinada é o pretexto para um desencadeamento de uma trama labiríntica onde os personagens são, a um só tempo, marionetes e manipuladores. Fuga em Espelhos descreve a trajetória de um homem que, quanto mais se esforça por escapar de suas lembranças, mais se enreda no passado. Como em uma fuga, os personagens revelam-se pouco a pouco, projeções da mente torturada do protagonista. Dispersam-se no infinito como fragmentos de um espelho estilhado.

 

Oferta válida enquanto durar o estoque

Capa com manchas

Assuntos: Romance

Em estoque

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Fuga em Espelhos (GIORDANO) [edição antiga]”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Informação adicional

Peso 0.360 kg
Dimensões 21 × 15.5 × 1 cm
Páginas

177

Encardenação

Brochura

Autor(es)

  • Guiomar de Grammont
    Guiomar de Grammont (Ouro Preto, 1963) é escritora, editora, curadora, dramaturga, historiadora e filósofa brasileira. Seu nome completo é Guiomar Maria de Grammont Machado de Araújo e Souza. Atualmente, também é diretora do Instituto de Filosofia Artes e Cultura da Universidade Federal de Ouro Preto em Minas Gerais. Foi coordenadora do Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana de 2004 a 2007.  É idealizadora e organizadora do Fórum das Letras, realizado em Ouro Preto desde 2004, que ganhou "a dimensão de uma importante plataforma de lançamento de novas ideias, sintonizada com a mudança de fisionomia do panorama literário", e curadora da Bienal do Livro de Minas Gerais, realizada em Belo Horizonte. Em 2007, foi a curadora do Café Literário da Bienal do Rio de Janeiro. Também foi curadora da Bienal da Bahia. Em 2008 e 2009, realizou, com Inês Pedrosa, o Letras em Lisboa, um encontro de escritores lusófonos, versão portuguesa do fórum realizado em Ouro Preto. Em 2009, também foi curadora da parte brasileira do Salão do Livro Latino-Americano de Paris. Em 2012, passou a comandar o Departamento de Literatura da editora Record, o que quase deixou Ouro Preto sem o fórum anual.