Guarani, O

(1 avaliação de cliente)

R$50,00

Patriotismo idealista, linguagem eloquente e enredo de ações grandiosas caracterizam este romance, considerado o melhor exemplar do indianismo romântico. Publicada durante o Segundo Reinado, a obra é um marco na representação dos valores patriarcais da época. A ação, que se passa no início do século XVII, envolve Ceci, a filha de um desbravador português, e Peri, um índio goitacá. O texto de Alencar ganha, nesta edição, prefácio e notas de Eduardo Vieira Martins, professor da USP.

Apresentação e Notas: Eduardo V. Martins (USP)
Ilustrações: Luciana Rocha

Pesquisar no texto deste livro:
powered by Google

Fora de estoque

1 avaliação para Guarani, O

  1. Marcelo Martins

    Um clássico indispensável, não só para quem pretende aprofundar-se na literatura clássica brasileira – em especial nas obras indianistas e nacionalistas – mas também para quem se apraz com um romance bem elaborado, em linguagem sofisticada, tipicamente Alencarina.

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sumário

Apresentação

  • Breve Notícia sobre a Vida de José de Alencar
  • Bibliografia

O Guarani

Notas

Informação adicional

Peso 0.450 kg
Dimensões 12 × 18 × 2.5 cm
ISBN

978-85-7480-668-6

Páginas

528

Edição

Ano

2014 (1ª edição: 1999)

Encardenação

Brochura

Autor(es)

  • Eduardo Vieira Martins
    Eduardo Vieira Martins formou-se em Letras na Unicamp, onde também fez os estudos de pós-graduação, orientado pelo prof. Luiz Dantas. No mestrado, desenvolveu uma dissertação sobre O Sertanejo, de José de Alencar. No doutorado, analisou os textos críticos do romancista cearense, relacionando-os com os manuais de retórica e poética em circulação no Brasil durante o século XIX, pesquisa que resultou na publicação do livro A Fonte Subterrânea. Iniciou sua carreira docente na Universidade Estadual de Londrina (UEL). Em 2004, ingressou no Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada da FFLCH/USP, onde dá aulas de graduação e de pós-graduação e orienta trabalhos de iniciação científica, mestrado e doutorado. Foi professor convidado na Universidade Paris 8. Foi Pesquisador Associado junto à Biblioteca Brasiliana Mindlin (BBM-USP) e membro da Comissão Editorial de Literatura e Sociedade, publicação do Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada. Em sintonia com o seu percurso acadêmico, procurou orientar pesquisas relacionadas ao século XIX, envolvendo análises de obras literárias e trabalhos sobre a historiografia e a crítica oitocentistas. Suas principais áreas de interesse foram o romantismo, a teoria, a história e a crítica literárias produzidas no século XIX ou a ele dedicadas. Infelizmente, faleceu em 2021. (Fonte: Currículo Lattes)

  • José de Alencar
    José Martiniano de Alencar  (1829-1877) nasceu no Ceará. Foi escritor e político brasileiro. É célebre escritor, sendo fundador do romance de temática nacional, por sua tenaz defesa da escravidão no Brasil e por ter sido Ministro da Justiça do Brasil. Formou-se em Direito, iniciando-se na atividade literária no Correio Mercantil e no Diário do Rio de Janeiro. Em 1846, iniciou seu curso de Direito em São Paulo. Fundou, na época, a revista Ensaios Literários, onde publicou o artigo questões de estilo. Em 1854 estreou como folhetinista no Correio Mercantil. Em 1856 publicou o primeiro romance, Cinco Minutos. É com O Guarani, em 1857 que alcançou notoriedade. Estes romances foram publicados todos em jornais e só depois em livros. Em 1860 ingressou na política, como deputado estadual no Ceará, sempre militando pelo Partido Conservador. Faleceu no Rio de Janeiro no mesmo ano, vitimado pela tuberculose. Produziu romances com temática indigenista, urbanos, regionalistas e históricos, além de peças para o teatro. Uma característica marcante de sua obra é o nacionalismo. A Ateliê Editorial publicou O Guarani, Til Iracema.

Você também pode gostar de…

4x sem juros no Cartão
(A partir de R$ 200)