Oferta!

Hino Homérico a Apolo, O [capa manchada]

R$72,00 R$32,40

[Miolo em perfeito estado. Capa manchada.]

Ao lado de Zeus, Apolo é o mais importante dos deuses gregos e representa o modelo do ideal helênico. É a ele que se dirigem os 33 poemas desta obra, considerada um dos mais belos e o mais antigo de todos os hinos homéricos. Agora, ele ganha edição bilíngue, comentada e ricamente ilustrada, com apresentação do professor Antonio Medina, da USP. O helenista Luiz Alberto Machado Cabral traz também um estudo minucioso sobre o texto, com informações recentes, sobretudo no âmbito arqueológico.

Coedição Editora Unicamp

 

 

Em estoque

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Hino Homérico a Apolo, O [capa manchada]”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sumário

Apresentação — Antonio Medina Rodrigues
Prefácio
Parte I: Introdução

  • 1. Os Hinos Homéricos
  • 2. Apolo
  • 3. O Santuário de Delos
  • 4. O Santuário de Delfos
  • 5. O Hino a Apolo
  • 6. Estrutura do Hino
  • 7. Análise Estilística
  • 8. Aspectos Históricos e Sociais
  • 9. Conteúdo Mítico do Poema
  • 10. O Hino a Apolo na Literatura Posterior
  • 11. A Imagem de Apolo através dos Elementos Literários do Hino

Parte II: Tradução

  • O Hino a Apolo

Parte III: Comentários e Notas

  • Catálogo das Figuras

Bibliografia

Informação adicional

Peso 0.740 kg
Dimensões 16 × 23 cm
Páginas

362

Encardenação

Brochura

ISBN

85-7480-091-0

Autor(es)

  • Luiz Alberto Machado Cabral
    Luiz Alberto Machado Cabral é Mestre em Língua e Literatura Grega Antiga pela USP e foi bolsista do Governo Grego em vários cursos na Grécia. Traduziu diretamente do grego moderno Ilíada: A Guerra de Troia, de Menelaos Stephanídes; Amor, Sexo e Casamento na Grécia Antiga, de N. A. Vrissintzis e Os Jogos Olímpicos na Grécia Antiga, de N. Yalouris (org.), (Editora Odysseus), entre outros. É autor de várias revisões técnicas do grego antigo, entre as quais de destacam Entre Mito e Política, de J. -P. Vernant (Edusp); A Cultura Grega e as Origens do Pensamento Europeu, de Bruno Snell; Mito e Tragédia na Grécia Antiga, de J.-P. Vernant (Perspectiva); Dionísio, de Carl Kerényi; Leis da Grécia Antiga, de Ilias Arnaoutoglou (Odysseus). É também responsável pelo estabelecimento do texto crítico e das notas da edição da Eneida, de Virgílio, na tradução de Odorico Mendes (Ateliê Editorial). Atualmente é Professor de Língua e Cultura Neo-Helênica no Instituto Educacional Ateniense, da Coletividade Helênica de São Paulo.