Oferta!

Preservação do Patrimônio Arquitetônico da Industrialização

(1 avaliação de cliente)

R$92,00 R$55,20

A não aplicação de certos princípios às atividades de restauro pode trazer consequências graves à preservação dos patrimônios arquitetônicos. Este livro traz a releitura crítica de algumas teorias, de modo a conciliá-las às circunstâncias atuais e guiar as intervenções concretas nesses bens. O texto aprofunda, especificamente, algumas questões sobre a restauração do patrimônio industrial. Assim, a autora busca superar certas lacunas conceituais nos atuais debates sobre preservação no Brasil.

Prefácio: Giovanni Carbonara

1 avaliação para Preservação do Patrimônio Arquitetônico da Industrialização

  1. Mariana Felgas

    O livro possui linguagem clara sobre o assunto abordado e é muito interessante para os estudiosos sobre patrimônio da arquitetura industrial. A autora, Beatriz Kuhl, possui uma vasta produção de qualidade e relevância.

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sumário

Prefácio – Giovanni Carbonara

Apresentação e Agradecimentos

Introdução

1. Conceitos Ligados à Arqueologia Industrial, Arquitetura Industrial e Restauração

  • Patrimônio industrial; a importância do inventário
  • Discussão sobre a preservação do patrimônio
  • Industrial em alguns escritos
  • Preservação como ato de cultura
  • A conformação do campo; os fundamentos da restauração
  • Tendências teóricas atuais no restauro e alguns problemas colocados pela preservação da arquitetura recente
  • Preservação no brasil e o problema dos critérios de restauração

2. Algumas Questões Pertinentes à Preservação da Arquitetura da Industrialização numa Escala Mais Abrangente

  • Problemática
  • Conservação ambiental e preservação do patrimônio histórico: princípios semelhantes, envolvimentos diferentes?
  • Conservação de áreas naturais e sua relação com a preservação de bens culturais
  • preservação do patrimônio industrial em escala mais abrangente
  • Intervenção no patrimônio arquitetônico da industrialização: problemas quantitativos e qualitativos
  • Considerações sobre a relação antigo-novo nas intervenções em ambiente e edificações de interesse para a preservação
  • Ainda sobre a relação antigo-novo: inserções de novos elementos em contextos históricos. Temas para a reflexão

3. Restauração do Patrimônio Arquitetônico da Industrialização e Projeto de Arquitetura: Temas Resultantes da Análise de Intervenções e da Bibliografia

  • Análise de ações recentes em edifícios da industrialização na cidade de são paulo
  • Edifícios da antiga Companhia Sorocabana: estação Júlio Prestes e armazém
  • Estação da Luz
  • Outros edifícios industriais da virada do século XIX para o XX: mais incompreensão
  • Falta de visão histórica e de critérios: tragédia também para edifícios filiados ao modernismo
  • Alguns temas resultantes dos questionamentos das intervenções e da análise bibliográfica
  • O restauro como ação cultural em contraposição à recuperação: o problema do uso
  • O “fachadismo” como intolerância a documentos históricos: os danos para a diversidade
  • Criatividade, inovação e projeto de restauro
  • Considerações sobre o tratamento de superfícies arquitetônicas

Imagens

Observações à Guisa de Conclusão

Bibliografia

Informação adicional

Peso 0.867 kg
Dimensões 18 × 27 × 1.8 cm
ISBN

978-85-7480-814-7

Páginas

328

Edição

2a. edição

Ano

2018

Encardenação

Brochura

Autor(es)

  • Beatriz Mugayar Kühl
    Beatriz Mugayar Kühl é arquiteta com especialização na área de preservação de bens culturais na Katholieke Universiteit Leuven (Bélgica) e doutora pela Universidade de São Paulo e pós-doutora pela Università degli Studi de Roma. Renomada estudiosa, possui diversos artigos e livros publicados no Brasil e no exterior.

Você também pode gostar de…