Henry Fielding

Henry Fielding (1707-1754) foi romancista inglês conhecido por seu humor vulgar e sua intrepidez satírica, e por criar o romance Tom Jones. Além de suas conquistas literárias, ele teve um importante papel na história da aplicação da lei, tendo fundado (com seu meio-irmão John) o que alguns denominam o primeiro corpo policial da cidade de Londres, os Bow Street Runners, usando sua autoridade como magistrado. Sua irmã mais nova, Sarah, também se tornou uma escritora de sucesso. Em 1728, ele viajou para Leiden para estudar Direito e também os clássicos na Universidade. Entretanto, devido a problemas financeiros, foi obrigado a voltar para Londres e começar a escrever peças de teatro. Fielding nunca parou de escrever suas cartas e suas sátiras de políticos e artistas de sua época. Ele também contribuiu com trabalhos para jornais diários. Ele escreveu Joseph Andrews em 1742, um trabalho original supostamente lidando com o irmão de Pamela, Joseph. Apesar de também ter começado como uma paródia, esse trabalho se desenvolveu até tornar-se um romance completo e marcar a estreia de Fielding como romancista sério. Sua obra de 1746 The Female Husband, publicada anonimamente, é um relato romanceado de uma caso notório no qual uma mulher travestida foi julgada por enganar outra mulher a casar-se com ela. Apesar de ser apenas um item na grande lista de trabalhos de Fielding, seu tema é coerente com a sua preocupação constante com a fraude, simulação, e máscaras. Sua maior obra foi Tom Jones de 1749, uma novela picaresca meticulosamente construída para contar a lenda confusa e hilária de como uma criança abandonada chegou à fortuna.

 

Exibindo 1 resultado